Reciclagem de Lixo no Brasil

A sustentabilidade e reciclagem no Brasil

A reciclagem contribui bastante para o desenvolvimente sustentável do planeta, confira detalhes sobre a reciclagem de lixo no Brasil e como você pode fazer a sua parte.

Muitos problemas com a saúde e doenças são transmitidos pelo lixo jogado na rua e em lugares impróprios. Mais o que fazer para desfazer isso?. Uma das maiores soluções para esse problema hoje em dia é a reciclagem, com ela podemos reutilizar objetos que são jogados no lixo. Papeis, plástico, vidro e muitos outros materiais podem ser reciclados e utilizados novamente no mesmo objeto ou até mesmo em outras formas. Em algumas escolas brasileiras as professoras ensinam as crianças a reutilizar garrafas que já não servem mais. As garrafas, por exemplo, podem ser usadas como porta objetos como canetas e outros, além de decorar.
Não são só garrafas que são recicladas, a borracha da roda de um carro que não serve mais é “desfeita”, ela é cortada em milhões de pedaços bem pequenos e é utilizado como matéria prima para a fabricação de asfalto.

A reciclagem tem se tornado um ponto forte no Brasil, principalmente por catadores de lixo que tem a oportunidade de ganhar uma renda extra no final do mês. Muitas empresas ecologicamente corretas utilizam recursos de materiais reciclados, como o papel por exemplo, é um dos materiais reciclados mais usados do Brasil. Vidros também podem ser reciclados ou até mesmo reutilizado mesmo sem precisar se desfazer dele. O Brasil quer tentar conseguir a chegar a uma meta que seja parecida a do Japão, da qual 80% de tudo que vai pro lixo é reciclado, isso ajuda bastante na sustentabilidade de qualquer setor.

A porcentagem de lixo que é reciclado no Brasil ainda não é suficiente para acabar com os tantos problemas que ele nos causa. Primeiramente o Governo do Brasil deveria investir mais em educação da população e conscientizando mais sobre o mal que causa o lixo na rua, além da degradação do solo o lixo ainda torna infértil o solo, fazendo com que doenças se proliferem e se desenvolva mais rápido. Se você concorda com a reciclagem do lixo faça a sua parte e separe o seu lixo por materiais, por exemplo: papel, plástico, vidro e Biodegradável, assim você estará ajudando o planeta a ficar cada vez mais sustentável.

Sustentabilidade – O que é

O que é Sustentabilidade

Ultimamente, muito se tem ouvido sobre a palavra ‘sustentabilidade’, porém nem todos entendem o verdadeiro significado do o que é sustentabilidade. E é por isso que fazemos este artigo explicativo, para que você possa entender de forma ampla o verdadeiro significado da sustentabilidade.

O conceito da Sustentabilidade é que a sociedade humana deve garantir a continuidade dos recursos do meio ambiente nos aspectos sociais, econômicos, ambientais e culturais.

Mas, e o que tudo isso significa na prática?

Na prática, sustentabilidade é uma palavra que representa a promoção da exploração de determinadas áreas ou o até mesmo o uso de recursos do planeta, sendo esses recursos naturais ou não, de forma que se possa tentar não prejudicar o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas ao máximo possível, levando em consideração toda a biosfera que dele necessita para poder existir. Pode até parecer um conceito um tanto difícil de ser implementado, que em muitos casos, é economicamente inviável. Porém, não é desta forma que as coisas funcionam. Até mesmo nas atividades humanas que impõem um grande impacto no meio ambiente, como a extração vegetal, a agricultura em larga escala, ou a mineração, a extração vegetal, a agricultura em larga escala, a fabricação de papel e celulose e todas as outras. A aplicação de algumas práticas sustentáveis em empreendimentos desta área revelou-se economicamente viável, e em muitos destes casos trouxe um verdadeiro fôlego financeiro.

Desta forma, todas as ideias de projetos empresariais, que de alguma forma atendam aos parâmetros de sustentabilidade, começaram a expandir-se e a espalhar-se por vários e vários lugares antes degradados do planeta. Muitas comunidades em todo o mundo viviam sofrendo com doenças de todos os tipos, doenças que seriam provocadas por indústrias poluidoras instaladas nas proximidades, viram sua qualidade de vida começar a recuperar-se aos poucos e melhorar ao longo do desenvolvimento de tais projetos sustentáveis. Da mesma maneira, áreas que há algum tempo atrás eram consideradas verdadeiramente extrativistas e que estavam sendo condenadas ao extermínio por determinadas práticas predatórias, hoje tem uma chance enorme de se recuperarem após a incrível adoção de projetos de exploração com fundamentos sólidos e inteligentes na sustentabilidade e na viabilidade de uma exploração não predatória dos recursos disponíveis no meio ambiente. Desta mesma forma, cuidando para que o houvesse o envolvimento das comunidades viventes nas regiões destas proximidades fosse total e que elas pudessem ganhar algo com tudo isso – todos são beneficiados e tentam cuidar para que os projetos atinjam o sucesso esperado.

Também é importante levar em consideração a exploração e a extração de recursos com mais eficiência e rapidez, ter a garantia das possibilidades de recuperação das áreas que já estão degradadas é a chave para que a sustentabilidade seja uma prática realmente exitosa e aplicada com muito mais frequência aos grandes empreendimentos. Preencher as necessidades humanas com recursos naturais e tentar garantir a continuidade da biodiversidade local; além de manter, e melhorar, a qualidade de vida das pessoas inclusas nas áreas de extração desses recursos é um desafio que deve ser vencido todos os dias. É muito importante recordar da importância das autoridades neste processo.

Para simplificar, podemos afirmar que a tentativa de garantir a sustentabilidade de um projeto ou de uma região determinada, é dar garantias de que mesmo explorando esta área, a mesma continuará a prover recursos eficientemente, garantindo o bem estar econômico e social para as pessoas que vivem nestas regiões por várias e várias gerações. Manter a força vital e a capacidade de regeneração mesmo diante da ação contínua e da presença atuante da mão humana.

Agindo desta forma, é possível fazer do nosso país e do nosso planeta um lugar sustentável, além de prover qualidade de vida para as pessoas que aqui vivem. Não deixe de fazer sua parte!

Gestão Ambiental – Nas Empresas

Tudo sobre a Gestão Ambiental Empresarial

Hoje muitas administrações estão investindo na gestão ambiental. Mas o que é isso? Esta é a administração do exercício de atividades econômicas e sociais de forma utilizar de maneira racional os recursos naturais renováveis ou não. 

Essa prática é mais comum entre as empresas que trabalham com recursos naturais ou que pretendem ter uma boa imagem frente aos seus consumidores, como defensora do meio ambiente. Uma prática que deve ser cada vez mais comum para todos. Até mesmo em pequenas atitudes.

A gestão ambiental na empresas além do exercício de atividades econômicas e sociais que visem o uso racional de recursos naturais, também consiste e práticas do cotidiano que visem benefícios a biodiversidade, como a prática da reciclagem, hábitos ambientalmente corretos, como não uso de sacolinhas plásticas e de produtos descartáveis (como copos e talheres de plástico, por exemplo), etc.

A prática cada vez maior dessa consciência ambiental tem estimulado o meio empresarial a adotar a gestão ambiental em suas práticas econômicas e também sociais fazendo de forma mais racional e sem prejuízos a biodiversidade. À medida que uma empresa coloca no mercado um produto ou serviço que mostra maior preocupação com a preservação do meio ambiente esta empresa torna-se uma referência no meio empresarial e também na sociedade.

O mercado consumidor está cada vez mais exigente e escolhendo produtos e serviços conscientes com o meio ambiente. Hoje há várias certificações, como da família ISO 14000 que atestam uma determinada empresa executam suas atividades com base nos preceitos da gestão ambiental.

Por outro lado, a empresa que quer se adaptar a essa realidade, tem procurado profissionais especializados em gestão ambiental, por isso tem proliferado cursos superiores voltados à formação desse profissional, como tecnólogos em gestão ambiental, de engenharia ambiental, bacharelado de gestão ambiental e tecnologia do meio ambiente. Além de especializações em gestão ambiental.

Como mostrado à gestão ambiental é uma realidade não só para as empresas, mas para a sociedade e com essa tendência de conscientização ambiental na sociedade, esses profissionais serão cada vez mais procurados no mercado de trabalho onde cada vez mais crescerá o número de cursos oferecidos para essa área.