Produtos Ecológicos Para Construção

Construção com Produtos Ecológicos – Dicas

Confira dicas de produtos ecológicos para incrementar a sua construção, tornando ela sustentável gastando pouco, proporcionando uma econônima no bolso e ao mesmo tempo ajudando o meio ambiente.

Hoje em dia, é cada vez mais importante cuidar da natureza. Isso por que o planeta vem sofrendo com os abusos cometidos pelo homem e há muito já se fala sobre o quanto é importante buscar alternativas para cuidar da natureza e poluir menos. Já se tomaram medidas para que carros movidos a combustível poluam menos, buscando também utilizar biocombustíveis como o Etanol e a volta dos carros elétricos, que já eram muito utilizados na época dos bondes, mas que se perderam no tempo para a lucratividade do petróleo.

E não é só nos carros que a sociedade está procurando alternativas mais conscientes. Nós também estamos procurando utilizar materiais biodegradáveis. Roupas feitas de matérias que se decompõem mais rápido, passando menos tempo poluindo o solo. Embalagens feitas de materiais biodegradáveis. Sacolas ecológicas, que a cada dia ganham mais espaço nos carrinhos de compra dos clientes de supermercado. Isso por que, há muito tempo a sociedade vinha se acostumando a utilizar materiais que levam centenas, quando não milhares de anos para se decompor e terminavam por contaminar os solos e lençóis freáticos.

Mas não é só na roupa que vestimos e no carro que dirigimos que devemos poluir menos. Quando se pensa em construir uma casa, hoje em dia, cada vez mais se cogita na idéia de utilizar materiais ecologicamente corretos. Além de ajudar o planeta, a longo prazo, vários desses materiais podem trazer benefícios e te fazer economizar mais na hora de construir sua casa. E foi pensando nisso, que hoje trouxemos pra você uma pequena lista de sugestões de materiais que você pode utilizar para construir uma casa mais consciente com o meio ambiente.

Vamos começar pelo telhado, você pode usar as telhas ecológicas, que custam entre R$29 e R$31, ou usar cumeeiras universais que custam entre R$35 e R$39. Outra boa idéia, para deixar sua casa bem ventilada e ajerada são as telhas para ventilação que custam cerca de R$145. Outra forma de economizar é no aquecimento da sua casa. Pra você que morar num lugar frio e quer tomar um banho quentinho antes de dormir, sem gastar com energia elétrica você pode usar os materiais para aquecimento solar, como o coletor de energia solar da CSA, que custa cerca de R$416, também pode esquentar sua água com o aquecedor solar Belosol, de capacidade de 200L e voltagem 127V, que custa cerca de R$869. Outros coletores solares como o CLVH 1.03 LX e o CLVG 1.50 LX, que custam entre R$303 e R$443. Um reservatório solar de baixa pressão com capacidade para 300 Litros, LX, bivolt, também é uma boa idéia, custa cerca de R$1.433.

A parte hidráulica da sua casa também é importante e existem diversos produtos ecológicos para essa parte da construção sustentável. Um chuveiro Anti-Vandalismo Pressmatic da Docol custa cerca de R$179, e um misturador Monocomando para Lavatório de Mesa, da mesma marca, custa cerca de R$614. Também da Docol são as torneiras de parede compacta e a válvula para mictório Crome, que custam R$182 e R$202, respectivamente. Também estão disponíveis a torneira eletrônica de bancada da Fabrimar, que custa cerca de R$586, e a válvula para mictório com senso eletrônico, da Docol por R$1272. Você ainda pode aproveitar o sol na iluminação da sua casa. As luminárias solares variam, desde as de jardim, que custam R$84. a de Led, por R$255, ou borboleta e a libélula, ambas por R$51. O piso permeável Oterprem também pode ser bom. E custa pouco. A partir de R$1,10 os retangulares ou de 16 faces, até R$11, a guia leve de pavimentação.

Ao usar produtos ecológicos você vai ficar com a sua consciência limpa e garantir que você está fazendo o bem pela natureza, além de economizar bastante. O que você está esperando? Incremente já esses produtos na sua construção e viva bem!

Sustentabilidade Econômica

Conceito de Sustentabilidade Econômica

Saiba o que é a sustentabilidade econônica e os benefícios que ela trás em uma empresa.

Quando se fala em sustentabilidade, logo pensamos com algo estritamente relacionado com o meio ambiente. Mas de sustentabilidade econômica você já ouviu falar? Sabe o que é? Apesar de ter ligação com o meio ambiente, sustentabilidade econômica nada mais é do que a distribuição equilibrada das riquezas produzidas pelo homem.

Em outras palavras, seria a ideal utilização de toda riqueza produzida. Seja na igualdade de distribuição, seja na reposição para a natureza do que lhe foi retirado o que gera um desenvolvimento econômico mais estável sem picos ou situações de risco para a economia.

A sustentabilidade econômica não trabalha só com o presente. Seu foco também olha para o futuro, pois são através das ações economicamente sustentáveis de hoje que teremos uma sustentabilidade econômica amanhã. As ações para se alcançar uma economia sustentável precisam ser constantes.

Com uma economia sustentável, todos os outros aspectos da sociedade também são beneficiados. O meio ambiente, porque os recursos são utilizados com inteligência. A sociedade também ganha, pois as riquezas são divididas igualmente minimizando as diferenças sociais. Assim como, há poucas chances de grandes crises como picos na inflação, grande quantidade de fechamento de postos de trabalho, já que a nação não precisa depender financeiramente de outra ou de fundos monetários.

Vale lembrar que a economia sustentável não prevê o fim do lucro. É ele quem sustenta as empresas. Mas para se alcançar este tão almejado equilíbrio é necessário a modificação de olhar, de idéias de toda a sociedade, visando o bem estar geral no presente e futuro. O governo tem um papel de fundamental importância nesta conquista, afinal, é ele que controla. Cada vez que ele elabora e aplica restrições ambientais mais intensas, obriga as empresas não a terem prejuízo, mas a investir em pesquisa e novas tecnologias para tornar uma produção cada mais vez sustentável.

Sustentabilidade Social

Conceito de Sustentabilidade Social

O que é Sustentabilidade Social – Atualmente, a mídia enfoca de forma demasiada e exaustiva em cima do termo sustentabilidade, tenho certeza absoluta de todos os cidadãos nesta sociedade moderna entendem o significado deste termo, e sabem a importância de levar uma vida sustentável, tudo isso para preservar os nossos recursos naturais de forma que as gerações futuras possam também utiliza-los. O problema não é saber o que é Sustentabilidade Social, todos sabem e estão plenamente conscientes do que devem fazer por nossa sociedade, porém, a irresponsabilidade da maioria da população é enorme, e elas preferem cuidar dos seus próprios interesses.

Porém, é sim verdade de que há muitas pessoas interessadas em cuidar da nossa natureza, elas valorizam o meio ambiente, e cuidam dele pensando no futuro deste planeta, e também nas gerações futuras. Muitas pessoas se creem incapacitadas quando o assunto é sustentabilidade. Acreditam que seja lá o que elas façam, não vai fazer diferença, já que a população em grande parte não faz.

Pode até parecer um absurdo, e às vezes, pensamentos como este são difíceis de serem colocados em prática, porém, ser sustentável de parte individual, ajuda amplamente quando o assunto é resguardar toda a vida existente em nosso planeta. Quando pensamos nestes temas, nos cremos formiguinhas incapacitadas, porém, não somos. Com práticas sustentáveis, também é possível recuar grandemente em relação à poluição.

Só é necessário colocar em prática algumas atitudes sustentáveis, e espalhar para toda a sociedade sobre a necessidade que temos de preservar o meio ambiente por meio da sustentabilidade Social. Desta forma, você não é só mais uma formiguinha incapacitada, pois existem outras milhares de pessoas que fazem a mesma coisa que você, e que creem que é importante preservar o meio ambiente. Coisas muito simples como: reciclar aquele papel que usamos (jornais, revistas, notas, folhas de caderno e etc.), Reciclar latas e embalagens; não queimar nosso lixo de forma alguma, tentar economizar água e energia elétrica levando em consideração um uso bem mais racional destes recursos, entre outras coisas.

É muito importante ressaltar que você não precisa fazer este trabalho, pois existem hoje em dia milhares de empresas que cuidam justamente da reciclagem destes recursos que são de importância enorme para o meio-ambiente e a tendência é que cada vez mais apareça novas empresas sustentáveis.

Agindo desta forma, várias pessoas que estão ao seu redor irão se comover, e consequentemente, várias pessoas mudarão suas formas de pensar em relação a sustentabilidade, depois disso, as mesmas começaram a prezar pela mesma e a lutar pelos recursos naturais.

Sim, é claro que ser sustentável neste mundo onde as pessoas só consomem, e consomem, e sempre valem pelo que podem consumir, sem exceções. Este modo de vida que acompanha a sociedade moderna tem as suas vantagens e desvantagens. Entretanto, conforme o tempo passa, e a educação ambiental cresce, as pessoas começam a passar por um processo de evolução mental, onde as mesmas saberão e entenderão de forma ampla que não é possível viver sem os recursos naturais, assim, poderemos salvar este planeta terra e guarda-lo para que os nossos filhos, os nossos netos, os nossos bisnetos e por ai adiante, possam também ser consumidores destes recursos maravilhosos que o planeta oferece.

Em não muito tempo, a palavra ser sustentável estará colocada para a humanidade como algo que é realmente obrigatório, pois para nossa própria sobrevivência no futuro, precisaremos de sustentabilidade, já que no ritmo em que a degradação ambiental e a exploração dos recursos naturais ocorrem, o ser humano colocará sua própria existência em risco, caso não mude drasticamente seus conceitos e nem tente rever a sua forma de encarar a os danos que o mesmo faz ao meio-ambiente. As alterações climáticas já acontecem a muito tempo, e não vai demorar muito para que tenhamos que escolher entre a sustentabilidade para sobreviver ou o consumo exagerado e acabar com a vida.

Sustentabilidade Empresarial – O que é – Conceito

Conceito de Sustentabilidade Empresarial

O que é a Sustentabilidade Empresarial – Hoje em dia, estamos andando na corda bamba quando o assunto são as questões ambientais. Recebemos vários sinais claros do nosso planeta de que o mesmo não consegue mais suportar o ritmo de consumo que exibimos nos dias atuais. A poluição do planeta terra, da água, e até do ar, chegaram a níveis tão elevados que em alguns países, tal poluição causa diversos problemas de gravidade altíssima para a saúde para os habitantes locais. Por isso, neste post, veremos o que é a ‘Sustentabilidade Empresarial’, e o que é necessário para que ela possa ocorrer. Com esse resumo sobre Sustentabilidade Empresarial, você terá uma maior noção do quanto é importante para o planeta as empresas serem sustentáveis.

A vida hoje em dia é totalmente parecida a um espelho, porém, não é um espelho usual, e sim um espelho redondo, onde todas as nossas ações (sejam elas boas ou não), nos refletem. As ocorrências catastróficas acontecem cada vez mais, e todas elas estão ligadas ao clima e ao meio ambiente, que são constantemente atacados por nosso exuberante e egoísta modo de vida, estão forçando a humanidade a repensar sua forma de se relacionar com a natureza. Isso fez uma diferença significativa, e ajudou muito a criar e a fomentar uma consciência planetária de que alguma coisa realmente deve mudar.

Desta forma, este pensamento de que algo deve melhorar, cada vez mais, pressiona constantemente a todas as empresas e suas práticas de produção e de prestação de serviços. Isso pode ser muito bom, pois faz que as empresas sintam a necessidade de adaptarem seus procedimentos ou de mudarem de uma vez por todas a sua forma de agir de forma rápida e eficiente, com a ameaça de verem todos os seus lucros caírem drasticamente de forma  perigosa e muito arriscada. Tal comportamento recebeu o nome de sustentabilidade empresarial. Assim, as empresas tentam adaptar suas formas de trabalho ao meio ambiente, tentando não prejudica-lo.

A Sustentabilidade Empresarial no Brasil vem crescendo consideravelmente, a BOVESPA criou recentemente um índice para medir o grau de sustentabilidade empresarial das empresas que têm ações na bolsa. Este índice se chama: O I.S.E. – Índice de Sustentabilidade Empresarial, que acabou se tornando uma importante  referencia para despertar o interesse dos investidores nas ações de determinadas empresas que possuem políticas claras e que respeitam a sustentabilidade e levam em consideração a responsabilidade social dos seus empreendimentos. Todas as empresas que se interessam em adotar este índice para seus negócios devem contestar a um questionário de cento e cinquenta questões relacionadas a sustentabilidade, em todos os aspectos. Não podemos esquecer que já existem mais de trinta empresas que se vincularam a este índice, número que deve crescer cada vez mais.

Entretanto, devemos ser sinceros ao reconhecer que a sustentabilidade empresarial ainda não é um tema fixo na maioria das empresas. Principalmente em países como o nosso, onde muitas empresas tem o costume de associar a ideia da sustentabilidade empresarial a um aumento significativo nos custos operatórios e principalmente nos preços de venda dos produtos, além de mais trabalho para um fundamento que não trás muito retorno. Estas empresas acham que tomar a posição de usar a sustentabilidade em seus negócios pode provocar um risco enorme aos seus produtos e a sua penetração no mercado. Porém, aos poucos, a sociedade está implementando um pensamento de que a sustentabilidade é realmente importante e fundamental para a sobrevivência dos homens no planeta e consequentemente as empresas deixarão de lado este pensamento que vai contra a sustentabilidade, passando a dar maior importância a esse item.

Para que haja sustentabilidade empresarial em todo mundo de forma eficiente e capaz de garantir os recursos naturais, nós, consumidores, devemos nos unir para tentar promover uma onda de esclarecimento e de cobrança consciente. Devemos fazer com que os empresários entendam que a sustentabilidade envolve o futuro do nosso planeta, pois a mesma é crucial para que as gerações futuras possam usufruir dos recursos naturais da mesma forma que nós. Tudo isso pode acontecer, basta que sejamos inteligentes o suficiente para agir corretamente. Vamos dar valor para empresas que agem em conformidade com a sustentabilidade e colocar essas empresas como preferência no momento da decisão de escolha do produto ou serviço desejado.

Desenvolvimento Sustentável

Conceito de Desenvolvimento Sustentável

O termo desenvolvimento sustentável utilizou-se pela primeira vez em 1983, quando a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pela ONU, se reuniu pela primeira vez. Esta comissão fez uma proposta que falava sobre o desenvolvimento econômico em conjunto com a preservação do meio ambiente, criando então o conceito de desenvolvimento sustentável.

Todos os trabalhos e pesquisas foram concluídos em 1987, quando se foi apresentado um diagnóstico de todos os problemas ambientais que poderiam causar problemas gravíssimos no futuro. Este trabalho ficou popularmente conhecido como “Relatório de Brundtland”. Esta nova forma de pensar foi amplamente difundida e aceita pelos membros desta comissão, e pela população mundial. Na Eco-92(reunião em prol do assunto) , foram discutidos e assinados um conjunto de vários documentos e tratados cobrindo o meio ambiente, tratando de assuntos como: biodiversidade, clima, florestas, desertificação, entre outros.

O termo desenvolvimento sustentável não tem outro significado, a não ser: utilizar os recursos naturais com respeito, prezando as gerações futuras e ao meio ambiente.

A tentativa de preservar os bens naturais é à dignidade humana. É o desenvolvimento que não explora e tão pouco esgota os nossos recursos. Fazendo assim uma grande tentativa de conciliar crescimento econômico e também a preservação da natureza.

A ONU divulgou alguns dados que revelam que se todos os habitantes do nosso planeta terra começassem a consumir os recursos naturais como os americanos fazem, precisaríamos dos recursos de outros 2,5 planetas terra para que as gerações futuras pudessem sobreviver. A sociedade está consumindo muitos recursos naturais, e estas quantidades elevadas de recursos explorados fazem que a natureza não seja capaz de repor a todos eles. Em não muito tempo, se por acaso continuarmos nesse ritmo de destruição, as gerações futuras não terão água e nem energia em quantidades suficientes para atender às necessidades da população.

Alguns cientistas preveem que a maioria dos conflitos e guerras nos próximos anos, serão decorrentes da escassez de recursos naturais em determinadas áreas do nosso planeta.

A primeira etapa para se conquistar o desenvolvimento sustentável é ter a consciência de que os recursos naturais não são infinitos. Utilizar os bens naturais com critério e planejamento também é muito importante. A partir daí é só traçar um novo modelo de desenvolvimento econômico para a humanidade, e fazer com que sociedade possa segui-lo de forma correta.

O Desenvolvimento Sustentável é uma forma de consumir de garantir não só a satisfação das necessidades das gerações atuais, na tentativa de guardar os recursos naturais ao máximo possível, para que as gerações futuras possam usufruir dos mesmos. De forma mais simples, isto significa que a população mundial deve optar pelo consumo de bens produzidos com toda a tecnologia e os materiais menos ofensivos, que pouco causam dano ao meio ambiente. Também é importante que se faça uma utilização racional de todos os bens de consumo, na tentativa de evitar o desperdício e o excesso de recursos utilizados sem uma verdadeira necessidade. É importante cuidar para que os resíduos não possam provocar degradação a nossa natureza. E chegando ao ponto principal, é muito importante fazer coisas que possam ajudar a sociedade para que a mesma possa rever os padrões insustentáveis de consumo e tentar minorar as desigualdades sociais ao máximo.

É muito importante que se utilize a conhecida regrinha dos três ‘erres’. Nesta regra, é necessário adotar a práticas importantes. O primeiro ‘erre’ significa: Redução, onde se recomenda evitar o uso de produtos e recursos naturais desnecessários. O segundo ‘erre’ significa: Reutilização, e nos sugere que possamos reaproveitar todas as embalagens, plásticos e vidros, que utilizamos no dia a dia. E por fim, o terceiro ‘erre’ significa: Reciclagem, que nos pede para que possamos separar o que se pode reciclar, ou não. Utilizando estas práticas em nosso dia a dia, estaremos colocando em prática o desenvolvimento sustentável, que é muito importante para o meio ambiente.